Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Mostrando postagens com marcador Diversos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Diversos. Mostrar todas as postagens

Pipoca Caramelada


Adoro pipoca... salgada ou doce, com bacon, caramelo ou chocolate... do jeito que for, não importa, elas são deliciosas, irresistíveis!

Quando vi a receita dessa pipoca caramelada fiquei intrigada se seria realmente tão simples executá-la.

E como não tinha outro jeito de descobrir, fui para a cozinha e em poucos segundos estava degustando a minha pipoquinha caramelada, crocante, divina.

Gostei tanto que já estou imaginando outros sabores, sim, porque você pode acrescentar 1 colher de achocolatado ou de morango em pó (Quick).

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 4 colheres de sopa de óleo
- 1 xícara de café de milho de pipoca
- 1/2 xícara de açúcar (qualquer um, usei mascavo)
- 1 pitada gorda de sal

Modo de preparo:

Numa panela de fundo grosso, coloque o óleo e o milho de pipoca. Tampe e estoure a pipoca normalmente em fogo médio.

Quando a pipoca tiver estourado completamente coloque o açúcar e o sal – se a panela estiver muito cheia tire um pouco da pipoca antes. Quando o açúcar começar a derreter abaixe o fogo e misture com uma colher de pau para envolver as pipocas no caramelo que vai se formando.  

Essa parte é rápida e não se pode bobear, senão o caramelo fica muito escuro e a pipoca fica amarga – preste atenção, porque o açúcar continua cozinhando um tempo depois que a gente desliga o fogo.

Coloque a pipoca numa assadeira grande ou numa tigela resistente ao calor e termine de espalhar o caramelo com uma espátula ou colher de pau.

Deixe esfriar e sirva-se.

Bom Apetite!!!


Fonte de pesquisa:
https://thecookieshop.wordpress.com/2014/07/02/pipoca-doce-caramelada-sem-pipoqueira/

Batata Frita em Espiral


Outro dia compartilhei um vídeo no Facebook e, com o link, escrevi: E agora, o que faço com a vontade de comer uma dessas? 

O vídeo das batatas em espiral que o vendedor de rua preparava na hora encheu-me a boca d'água.

Como sou xereta ao extremo não sosseguei enquanto não “tentei” preparar a tal batata.


Até que, assim, de primeira... sem a tal da maquininha que faz o espiral, minha batata saiu bem legal, não é mesmo?!

Vou tentar outras vezes e espero conseguir resultados melhores, mas essa batatinha já ficou muuuito boa, uma delícia mesmo!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 1 batata grande alongada
- 1 palito para churrasco comprido
- sal, ervas e alecrim seco para temperar
- óleo suficiente para fritar

Modo de preparo:

Descasque a batata e lave, espete o palito introduzindo-o na batata toda.

Com uma faquinha de legumes afiada, comece a cortar do topo em círculos até a base, girando a batata.

Com cuidado vá puxando a batata para baixo para soltar as fatias sem separar.

Frite em óleo bem quente até ficar crocante.


Escorra e salpique sal, ervas e alecrim enquanto ainda estiver quente.

Bom Apetite!!!

Enroladinhos de Ervilha Torta


Ervilha torta é um legume que me agrada muito e quase sempre me pego pensando num modo diferente de prepará-la.

Geralmente é feita refogada ou como ingrediente de um ensopado, mas acho que um legume tão bonito e saboroso merece outra forma de apresentação.

Com esse pensamento, iniciei alguns testes e, além de incluí-las no recheio de um charutinho, fiz esses enroladinhos que ficaram muito gostosos, resultando em um complemento perfeito para uma mesa de frios numa festinha, happy hour, etc.

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 200g de ervilha torta
- 100g de queijo prato ou mussarela fatiados
- 100g de presunto magro ou peito de peru fatiados
- molho para salada a gosto (tarê, rosé, tártaro, etc.)

Modo de preparo:

Limpe as ervilhas retirando todos os fiapos, lave-as muito bem e leve para cozinhar no vapor, deixando-as bem macias.

Coloque uma fatia de presunto sobre uma de queijo e corte tiras da largura da ervilha.

Sobreponha uma ervilha com os frios e enrole prendendo com um palito.

Arrume todos os enroladinhos em um prato e disponha o molho escolhido para que as pessoas se sirvam à vontade.

Bom Apetite!!!


Rica em vitaminas A, B e C, a ervilha-torta auxilia na formação dos ossos, dentes e sangue

A ervilha torta ajuda nos processos de cicatrização e assegura o equilíbrio interno do sistema orgânico.

Na hora de escolher, prefira as bem desenvolvidas, sem machucados, com grãos tenros  e aproveite essa leguminosa que traz equilíbrio para o seu organismo.


Fontes de pesquisa:
http://revistavivasaude.uol.com.br/nutricao/receita-com-ervilhatorta/832/
http://nutrir-bem.com/2014/05/01/ta-na-epoca-maio/

Suflê de Brócolis


Desde que aprendi essa receita de suflê nunca mais me aventurei em fazer outra, pois ela é perfeita... mesmo com todos os passos a seguir, já que eles garantem um sabor e uma textura mais que especiais ao final.

Vamos à receita:

Ingredientes:

Molho Branco
- 20g de manteiga
- 30 g de farinha de trigo
- 200 ml de leite

Creme de Brócolis
- 180 g de brócolis
- 2 gemas

Suflê
- 2 claras
- 20 g de queijo parmesão ralado
- 1 cebola pequena
- 40 g de manteiga + o necessário para untar a forma
- sal, pimenta-do-reino e noz moscada

Modo de preparo:

Tire os ovos da geladeira com no mínimo 1 hora de antecedência, pois os ovos devem estar, expressamente, em temperatura ambiente.

Preaqueça o forno a 190 °C. Na realidade o suflê deve ser assado em 180 °C, mas desse modo quando abrir a porta do forno irá abaixar uns 10 graus, então a temperatura será perfeita! Depois deverá colocar em 180 °C, cinco minutos após haver enfornado.

Lave os brócolis e quebre-os em pequenos pedaços. Coloque-os em água fervente por uns 5 a 10 minutos, depende do tamanho, depois escorra a água e bata-os no mixer/liquidificador e reserve.

Fatie a cebola e leve ao fogo com 10 g de manteiga e deixe até murchar.

Prepare o molho branco: em uma panelinha, derreta as 20 g de manteiga, acrescente a farinha de trigo de uma só vez, toste por alguns minutos, coloque o leite morno, em fio e cozinhe por uns 5 minutos para engrossar um pouco.

Coloque o molho branco em uma vasilha, acrescente o queijo parmesão ralado e o creme de brócolis.

Com a manteiga, unte um pirex (ou outro tipo de forma para suflê), para 1 litro. A manteiga deve ser perfeitamente espalhada, inclusive nas bordas, pois onde o suflê encontrará atrito não crescerá.

Espalhe no fundo do pirex a cebola com manteiga. Bata as gemas com uma pitada de sal e una-as ao creme com brócolis.

Bata as claras em neve com uma pitada de sal, comece com uma velocidade baixa e vá aumentando gradualmente. A vasilha a ser usada deve ser muito limpa sem qualquer traço de gordura e as claras sem nenhuma "sombra" de gemas!

Incorpore as claras ao composto de brócolis delicadamente, misturando de baixo para cima e nunca em senso circular; se ver que o composto é muito grosso, amacie-o antes com uma colher (sopa) de claras em neve e em seguida incorpore o restante.

Coloque o composto no pirex, enchendo uns 2/3, senão o suflê poderá derramar.

Leve ao forno e coloque o pirex na grelha a 1/3 de altura do forno, pois o calor deverá  alcançar bem o fundo da forma, onde está o vapor que fará inchar o suflê, e deixe assar por 45 minutos.

Jamais abra a porta do forno antes do final do cozimento, senão perderá seu suflê!

Bom Apetite!!!

Caldinho de Mandioca


Quando o tempo esfria, como aconteceu nos últimos dias, preparar caldinhos e sopas para aquecer as noites é sempre uma ótima pedida.

Esse caldinho muito simples de fazer fica bastante cremoso e seu sabor é incrível, impossível não se servir de mais um pouco para arrematar...rs.

Uma ótima sugestão para reforçar o corpinho depois dos excessos nas comemorações pós JOGÃO do Brasil, que tal?!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 750g mandioca descascada e cortada em pedaços grandes
- 50g de bacon picadinho
- ½ gomo de linguiça defumada em cubos
- 1 cebola picadinha
- 1 dente de alho
- 2 pimentinhas cambuci pequenas picadinhas
- tempero pronto a gosto

Modo de fazer:

Frite o bacon picadinho e a linguiça e reserve, na mesma panela frite a cebola picadinha e reserve.

Cozinhe a mandioca com água e sal e bata no liquidificador com o caldo e a cebola fritinha no liquificador.

Na panela em que fritou a cebola refogue o alho com a pimentinha e acrescente a mandioca batida, a linguiça e o bacon, acrescente tempero a gosto, e, se necessário, coloque um pouco de água, depois cozinhe por mais 15 minutos sem queimar ou grudar no fundo.

Sirva em seguida acompanhado de uma boa pimentinha.

Bom Apetite!!!

Casquinhas de Limão-cravo Cristalizadas


Outra experiência que tive com a fartura de limões-cravos que ganhei foram as casquinhas cristalizadas.

Até então só havia feito com cascas de laranja, que ficam deliciosas e são excelentes para um belisquete após uma refeição.

A receita fui buscar no querido blog Zakuskas, da amiga Tania, o qual adoro e que sempre foi fonte de muita inspiração para mim.

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 1 dúzia de limões cravo grandes
- 1/2 kg de açúcar cristal
- 250 ml de água

Modo de preparo:

Lavar bem os limões. Esprema o suco e aproveite em outra preparação ou refresco.

Corte cada metade ao meio e retire cuidadosamente a parte branca e fatie em tirinhas. Vá deixando de molho em água.

Leve ao fogo as casquinhas com água o suficiente para cobrir até ferver. Jogue fora a água e repita a operação por mais duas ou três vezes, até que saia todo o amargo.

Misture o açúcar com a água e leve ao fogo até formar uma calda em ponto de fio. Junte as casquinhas e deixe mais alguns minutos até a calda engrossar.

Para cristalizar passe as casquinhas em açúcar refinado, espalhe numa assadeira, espere secar bem e guarde em saquinhos.

Se não quiser passar no açúcar, espalhe numa assadeira depois da calda escorrida e espere secar por alguns dias.


Bom Apetite!!!

Torta Sanduíche de Pão de Queijo


A receita dessa torta é uma excelente opção para o lanche da garotada que em breve vai estar em casa de férias, com a corda toda... envolvida nas brincadeiras.

Um lanche reforçado ajuda a manter a criançada alimentada e com as baterias carregadas... coitadas das mamães...rsrsrs!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- ½ xícara (chá) de polvilho azedo
- ¾ xícara (chá) de polvilho doce
- ½ xícara (chá) de leite
- ¼ xícara (chá) de óleo
- 2 ovos
- 2 colheres (sopa) de queijo ralado
- sal a gosto

Recheio:

- fatias de mussarela
- tomate fatiado sem sementes
- salsichas fatiadas finas
- queijo ralado
- orégano

Modo de preparo:

Em uma tigela misture todos os ingredientes e bata com o mixer até homogeneizar.

Coloque metade da massa em uma forma de pão inglês pequena untada e polvilhada com farinha, recheie com a mussarela, fatias de tomate, salsichas fatiadas, queijo ralado e orégano, depois cubra com o restante da massa.

Leve para assar em forno preaquecido por aproximadamente 30 minutos ou até corar.

Bom Apetite!!! 

Refrigerante Caseiro de Cenoura, Laranja e Limão Cravo


"O limão cravo adaptou-se muito bem ao clima e ao solo brasileiro após sua introdução no país e hoje é encontrado na maior parte do Brasil como uma planta selvagem, nas montanhas, pastos ou beiras de rios.

Cientistas começam a estudar o óleo essencial extraído da casca deste limão, que, até o momento, apresenta propriedades terapêuticas acima da média quando comparado às outras variedades, multiplica-se por sementes, alforques e enxerto.

As folhas e as cascas dos frutos podem ser secas ao ar livre e guardadas, em separado, em sacos de papel, longe da luz solar e da umidade. O suco do fruto deve ser utilizado fresco.

Propriedades: Sedativo, antiespasmódico, sudorífico, vermífugo, antiescorbútico, alcalinizante, depurativo e tônico digestivo.

Indicações : Combate dores reumáticas, diarréias, astenia, dispepsia, escorbuto, hipertensão arterial, aterosclerose, afecções das vias biliares. Para uso externo é anti-séptico.

Principios Ativos : Pectina, limonina, felandrina e hidrocarbonetos terpênicos, dentre outros.

Contra-indicações/cuidados: aplicado externamente, não se deve expor a pele ao sol, pois queima e provoca manchas escuras; a aromaterapia com óleo de limão é contra-indicada para diabéticos; desaconselhada para quem tem pressão baixa. Em doses elevadas é convulsivo, provoca tremores, delírio e vertigens. Na aromaterapia, o óleo essencial de limão usado em altas doses, por longos períodos de tempo, pode causar hipertensão arterial."

Fiz questão de colocar toda essa introdução para lhes informar sobre os prós e contras (mais prós do que contras, na verdade) do uso desse aliado no nosso dia a dia, seja para temperar, remediar ou refrescar...rs!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 600g de cenouras
- 2 litros de água gelada
- 1 ½ copo de suco de limão cravo
- 1 copo de suco de laranja
- Cascas de laranja ralada 1 unidade
- 2 copos de açúcar
- 2 litros de água gelada com gás.

Modo de preparo:

Limpar e picar as cenouras, bater as cenouras com 1 litro de água gelada no liquidificador.

Passar na peneira e voltar ao liquidificador, acrescentar + 1 litro de água gelada.

Coar novamente e reservar em uma jarra.

No liquidificador, desta vez coloque o suco de limão, o suco de laranja e a casca de laranja ralada, coe e reserve em outra jarra.

Agora vá misturando aos poucos, ½ do suco de cenoura, ½ do suco de limão+laranja e ½ do açúcar;

Bata por três minutos e coloque em uma jarra, reserve até o momento de servir;

Repita as duas operações com o restante dos sucos.

Na hora de servir, acrescente a água mineral com gás (1/2 em cada jarra)

Saúde!!!


Fonte de Pesquisa:
Read more: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/limao-cravo.html#.U4Pob_ldVoM#ixzz32sIUdakF

Feijoada Completa


Achei até estranho quando descobri que ao longo desses 5 anos de blog eu ainda não havia publicado nenhum post de feijoada.

Na minha família temos por hábito comer uma bela feijoada para comemorar o aniversário do meu marido e da minha sogra, no mesmo dia.

Sempre quem prepara é ela... que aproveita para reunir a família toda, uma festa! Mas, esse ano eu também preparei uma, em menores proporções, claro... e resolvi fotografar.

Confesso que agora escrevendo me deu muita vontade de comer um pratinho, mas não sobrou nadica de nada... rsrsrs.

Descrever aqui como preparei a da foto, do jeito que gostamos!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 1 kg de feijão preto deixado de molho em água de véspera
- gomos de linguiça calabresa, portuguesa e paio (1 de cada)
- bacon (uma tira)
- 400 g de carne seca dessalgada, cozida em cubos
- 300 g costelinha dessalgada cortada nos ossos
- 1 rabo dessalgado cortado em pedaços médios
- 1 orelha dessalgada cortada em pedaços médios
- 1 língua dessalgada cortada em pedaços médios
- 2 dentes de alho fatiados
- 1 cebola grande picadinha
- 2 folhas de louro
- sal ou tempero pronto a gosto e se precisar
- 2 laranjas descascadas e cortadas em gomos
- 2 colheres (sopa) de óleo

Farofa
- 500g de farinha de mandioca torrada
- 2 dentes de alho fatiados
- 50g de bacon picadinho
- sal a gosto

Couve
- 1 embalagem de couve picadinha
- 2 dentes de alho fatiados
- sal a gosto

Molho
- 2 conchas do caldo do feijão
- suco de 1 ou 2 limões
- gotas de pimenta vermelha

Modo de preparo:

Escorra o feijão e coloque numa panela de pressão, junte as linguiças, a carne seca, o bacon e o louro. Coloque água até cerca de 3 dedos acima de tudo e cozinhe por 15 minutos.

Em outra panela de pressão coloque todas as carnes dessalgadas, cubra com água e cozinhe por 20 minutos. Escorra todo o líquido e reserve.

Numa panela grande aqueça o óleo e refogue o alho e a cebola, coloque todo conteúdo da panela do feijão, acrescente as carnes escorridas e mais água se necessário.

Verifique o tempero e, se necessário, coloque sal ou tempero pronto (eu não precisei, pois já estava no ponto certo, só coloquei algumas gotas de pimenta vermelha).

Deixe cozinhar um pouco tudo junto para encorpar, enquanto isso prepare os demais acompanhamentos.


Farofa
Prepare a farofa refogando o bacon até dourar e acrescente o alho e o sal, quando dourar coloque a farinha mexa bem e desligue.

Couve
Faça um refogado com alho e sal e acrescente metade do pacote de couve, reserve a outra metade. Refogue rapidamente até murchar e secar o líquido que se forma.

Para fazer a couve fritinha, esquente bem uma panelinha com óleo e, quando estiver bem quente, frite a metade da couve reservada, mexendo bem, até sentir que está crocante (ela escurece um pouco), retire com uma escumadeira e escorra em papel toalha.

Molho
Para fazer o molho utilize um pouco do caldo da feijoada e tempere com limão e pimenta.


Sirva a feijoada com os acompanhamentos, arroz branco e gomos de laranja picada.

Bom Apetite!!!

Crepioca Recheada


A receita de crepioca pipocou pela internet nos últimos tempos e a cada publicação que via só aumentava minha curiosidade.

Até que a amiga Carla Colombo postou uma receita de crepioca recheada que me deixou salivando... e numa dessas noitadas sem sono (é justamente nessas horas que bate aquela fominha) resolvi preparar uma pequena ceia para os glutões insones e me lembrei dela.

Tiro certo... usei o que tinha na geladeira como recheio e nos esbaldamos com uma bela refeição pra lá de caprichada.

Vamos à receita:  

Ingredientes:

Massa:
- 1 ovo
- 1 colher de goma de tapioca
- 1 colher (sopa) de requeijão
- 1 colher (sopa) de mussarela ralada
- cebolinha picada a gosto
- sal e ervas secas a gosto

Recheio:
- fatias de mussarela, presunto, tomate, requeijão, ervas e sal

Modo de preparo:

Misture os 3 primeiros ingredientes, acrescente a mussarela ralada, a cebolinha e tempere a seu gosto com sal e ervas.

Aqueça uma frigideira antiaderente e coloque a massa, deixe no fogo médio até perceber que está assada por baixo, vire, coloque o recheio escolhido no centro e dobre as laterais para o meio.


No fogo baixo termine de assar, virando novamente para dourar por igual e o queijo derreter.


Sirva bem quentinha!

Bom apetite!!!

Mini Corn Dogs

 

Quem me conhece sabe que quando vejo esse tipo de receita não consigo me segurar... enquanto não faço não sossego...rs!

Já estava com uma receitinha guardada há tempos, publicada pelo Marcelo Katsuki em sua página na UOL, o salgado vendido nas ruas dos Estados Unidos faz o maior sucesso.

No último fim de semana aconteceu em São Paulo a ViradaCultural (evento que ocorre desde 2004 em São Paulo e reúne centenas de atrações, de graça, em 24 horas ininterruptas de programação. Nos últimos anos, cerca de 3 milhões de pessoas - a cada edição - circularam pelo centro da cidade para ouvir música de todos os gêneros, assistir a peças de teatro, shows de stand-up, coreografias de balé, videomaping e intervenções nas ruas. Ou seja, variadas formas de manifestações artísticas já foram vivenciadas pelo público), e o Minhocão recebeu vários Chefs na Rua, com importantes nomes da cozinha servindo pratos a preços acessíveis... e com o Cerveja e Cultura vendendo cervejas artesanais a preços populares.

Durante o evento, a equipe Food Truck Brasil e a EATinerante, da qual a amiga Ana Carolina Santos faz parte, estavam lá, e não sei exatamente quantos Corn Dogs venderam, mas foi um sucesso estrondoso, com filas enormes e todo mundo querendo provar o famoso petisco.

Eu bem que gostaria de ter comparecido e provado o Corn Dog deles, mas garanto a vocês que esse ficou muito bom também.

Além da receita que tinha do Marcelo, pesquisei e acabei fazendo uma mescla de duas receitas cujos links seguem abaixo.

Fiz os meus menores e, a meu ver, ficaram excelentes nesse tamanho, podendo ser servidos numa festa de aniversário, num lanche da tarde ou num happy hour acompanhados daquela cervejinha gelada!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 1 1/2 xícara de chá de Farinha de milho amarela em flocos
- 1/2 xícara de chá de Farinha de Trigo
- 1 Ovo
- 1/2 xícara de chá de Leite
- 2 colheres (chá) de sal
- 1/4 xícara de chá de Açúcar (não usei)
- 1/2 colher de sopa de Fermento em pó
- 1/2 embalagem de Salsicha Hot Dog
- Óleo de Soja Refinado para fritar

Modo de preparo: 

Numa vasilha coloque as farinhas, o ovo, o leite e o açúcar (não coloquei açúcar).

Misture, acrescente o fermento e mexa para obter uma massa bem firme.

Utilize papel-absorvente para secar bem as salsichas, uma a uma, e reserve-as.

Unte levemente as mãos com um pouco de óleo e envolva cada salsicha em uma porção da massa, fazendo uma leve pressão para que não se solte durante a fritura.


Para fritar:

Espete um palito de madeira na extremidade de cada salsicha e frite os corn dogs no óleo quente.

Escorra-os em papel absorvente e sirva em seguida.

Toque Especial:

Antes de espetar as salsichas, deixe os palitos de molho em água por 1 minuto.

Bom Apetite!!!


Fontes de pesquisa:
http://vejasp.abril.com.br/materia/virada-cultural-programacao

Cevaccino - Capuccino de Cevada


Devo dizer que todo o mérito desse post devo à amiga Regina Castro. Afinal, se ela não tivesse se dedicado a pesquisar essa receita, eu ainda estaria com um pote de cevada fechada aqui na despensa... sem nem ter ideia do que fazer com ela.

Mas, eis que... um belo dia vejo o post da amiga com a receita de um cevaccino, que seria o mesmo que um capuccino, só que feito com cevada solúvel.

Nem pestanejei, tratei de copiar a receita e ir atrás dos ingredientes que me faltavam... aquele pote estava com seus dias contados... rs.

Isso feito, comecei o preparo da receita, dividi em potes e, após confirmar que a bebida ficava mesmo muito gostosa, transformei alguns potinhos em presente e todos se surpreenderam com a novidade.

Parabéns, Regina! Sua dedicação fez a mim, e com certeza fará a mais algumas amigas, muito feliz!!!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 200 g de leite em pó
- 1 xícara (chá) de cevada solúvel
- 1/4 xícara (chá) de chocolate em pó
- 1 colher (chá) de canela
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e guarde em recipiente vedado.

Utilize 2 colheres (sopa) de cevaccino para cada xícara (chá) de água ou leite quente (com leite fica muito melhor) e  adoce a gosto.

Sirva bem quente!

Gostei tanto dessa novidade que aproveitei para presentear minha sogra, nora, cunhadas e amigas com uma sacolinha muito especial no dia das Mães!

Cada sacolinha continha um potinho com cevaccino e 3 pacotinhos de biscoitinhos cuja receitas estarão em breve aqui no blog, aguardem.


Bom Apetite!!!

Enroladinho de Ricota e Espinafre


Depois que fiz pela primeira vez aquele salgado em flor, fiquei animada com a massa que é mesmo muito boa.

Com ela é possível preparar várias formas de salgados, pois, além de macia, é bem elástica.

Vi outro dia esse formato para salgado no Pinterest e resolvi preparar um com essa massa e deu muito certo.

Como recheio fiz um com espinafre e ricota, que me agrada muito, e o salgado ficou maravilhoso.

Neste link vocês conferem o salgado em flor... e aqui deixo o passo-a-passo de como preparei esses enrolados.


Vamos à receita:

Ingredientes:

Massa
- 2 xicaras (chá) de farinha de trigo
- 2 colheres (sopa) cheias de manteiga
- 1/2 xicara de leite
- 1 colher (sopa) rasa de pó royal

Recheio
- 300g de ricota
- 1 maço de espinafre cozido no vapor espremido e picadinho
- sal e ervas a gosto
- presunto cru picadinho a gosto

Modo de preparo:

Numa tigela coloque a farinha de trigo e acrescente a manteiga, o leite e o fermento.

Amasse bem e forme com a massa uma bola, coloque essa bola em um plástico e deixe descansar por 2 horas em temperatura ambiente.

Misture todos os ingredientes do recheio.

Abra a massa num retângulo sobre a mesa enfarinhada, aplique o recheio na parte de cima e enrole.


Corte em tiras a parte de baixo e enrole, como no passo-a-passo, forme os enrolados e coloque numa assadeira untada


Pincele com ovo batido e polvilhe gergelim.

Leve para assar em forno preaquecido a 180° por 30 minutos.

Bom Apetite!!!

Physalis Caramelada


“Originária da Amazônica e dos Andes, a physalis possui variedades cultivadas na América, Europa e Ásia. Na Colômbia, é conhecida como uchuva, no Japão como hosuki e nos Açores como capuchos. Pode chegar aos dois metros de altura.
A Colômbia é o principal produtor mundial e abastece todo o mercado europeu, principalmente a Alemanha e Países Baixos. Ocorre em quase todo o Brasil, mas sua produção aqui ainda é incipiente.”

Além de ser muito gostosa, o visual dessa frutinha é lindo, o que a faz ser uma das preferidas para enfeitar bolos, doces e tortas.

Quando descobri essa linda e charmosa frutinha me apaixonei e sempre que a encontro abasteço o estoque com satisfação... e ela ainda tem uma duração muito boa na geladeira.

Encontrei no site do amigo Orlando Baumel uma receita ótima para fazê-la caramelada, o que a deixa com um brilho muito bonito, além de muito mais doce...rs. Vejamos:

Calda Fina de Açúcar (Caramelo)

Ingredientes:
- 250 g de açucar
- 500 ml de água
- physalis

Ferva a água e o açúcar em uma panela pesada. Abaixe o fogo e balance duas vezes para tomar cor por igual. Não use colher para mexer.

Quando o caramelo atingir a cor desejada, mergulhe o fundo da panela em água gelada. Retire antes que o caramelo endureça.

Puxe delicadamente as folhas das Physalis e torça-as na base.

Mergulhe as frutas no caramelo, sem cobrir as folhas, e deixe escorrer o excesso. 

Ponha em papel vegetal e deixe secar.

Use em decoração de bolos ou mesmo para comer como um docinho, fica muito gostosa.

Bom Apetite!!!


Fonte de pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Physalis 

Escondidinho de Bacalhau à Moda


Esse escondidinho surgiu depois que algumas lascas de bacalhau sobraram após o preparo da bacalhoada de Páscoa.

Sem muita complicação montei o prato e só depois de saboreá-lo pude perceber que em nada devia a uma receita de escondidinho, nem sei se teve alguma etapa perdida.

Fato é que desse modo será muitas outras vezes preparado por aqui, sem tirar nem por...rs!

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 400 g de lascas de bacalhau dessalgadas
- 400 g de purê de batata
- 2 colheres (sopa) de azeite
- 1/2 cebola picadinha
- 1 dente de alho
- 2 colheres (sopa) de pimentões coloridos picadinhos
- Sal e pimenta do reino a gosto
- Requeijão cremoso a gosto
- Queijo parmesão a gosto

Modo de preparo:

Refogue no azeite a cebola, o alho e os pimentões picadinhos, tempere com sal e pimenta. Reserve.


Num refratário coloque o bacalhau e com a ajuda de uma colher distribua pequenas porções de requeijão por cima.

Cubra tudo com o purê e polvilhe parmesão a gosto.

Leve ao forno aquecido de 190°-200° para gratinar.


Bom Apetite!!!

Suco de Tomate Temperado


Não é comum receitas de bebidinhas alcoólicas aparecerem aqui no blog, até mesmo porque essa que vos escreve não é dada a bebidas desse tipo, aprecio mais uma cervejinha gelada.

Mas, acabei testando uma receita que vi outro dia lá no blog da amiga Fabiana... e, como tinha um suco de tomate, que ganhei da Superbom, na despensa, aproveitei para testar a receita.

A bebidinha ficou tão gostosa e com um visual tão bonito que não pude resistir em compartilhar com vocês.

Quem quiser pode fazer sem a vodka, fica muito gostoso também.

Vamos à receita:

Ingredientes:

- 200 ml de suco de tomate
- suco de 1/2 limão tahiti
- 1 dose de vodka (aproximadamente 40ml)
- 3 gotas de molho de pimenta tabasco
- 1 pitada generosa de sal (se tiver sal com aipo é mais gostoso ainda)
- 3 gotas de molho inglês
- 5 cubos de gelo
- talos de aipo para decorar

Modo de preparo:

Numa coqueteleira ou copo com tampa coloque o suco de tomate, a vodka, o suco de limão, a pimenta tabasco, o molho inglês e o sal. 

Tampe e agite bastante até misturar. 

Encha um copo longo com os cubos de gelo e preencha com o drink já preparado.

Enfeite com talo de aipo ou com palitos de cenoura crua.

Sirva em seguida.

Tim-tim... Saúde!!!

Costelinha com Canjiquinha e Quiabo


Não tem jeito... é só dar uma esfriadinha no tempo que a gente começa a preparar pratos mais substanciosos e reconfortantes como esse.

Aqui em casa gostamos muito de costelinha suína e para mim esses são os acompanhamentos perfeitos, o prato fica completo e muito saboroso.

A receita da costelinha já publiquei diversas vezes aqui no blog, mas coloco novamente caso alguém, assim como eu, não resista e queira fazer novamente.

Vamos à receita:

Costelinha

Ingredientes:
- 1 kg de costelinha de porco magra
- suco de 1 limão
- 3 dentes de alho amassados
- Sal e pimenta a gosto
- 2 colheres (sopa) de azeite
- 1 xícara (chá) de caldo de legumes
- 2 cebolas médias fatiadas em meia lua
- 1 colher (sopa) de molho barbecue (receita aqui)

Modo de preparo:
Tempere as costelinhas com o limão, o alho, o sal e a pimenta.
Deixe nesse tempero por no mínimo 1 hora.
Na panela de pressão, aqueça o azeite e doure as costelinhas. Cubra com o caldo de legumes, tampe a panela e cozinhe por 20 minutos.
Numa panela à parte aqueça um pouco de azeite e frite a cebola até dourar, acrescente o molho barbecue e as costelinhas escorridas do caldo da panela.
Refogue por mais uns 2 minutos e desligue o fogo.

Canjiquinha

Ingredientes:
- 250 g de canjiquinha de milho amarela (quirera/bela égua)
- 50 g de bacon
- 1 tomates médio picado
- 1 cebola picadinha
- 2 dentes de alho picadinhos.
- sal e pimenta a gosto
- folhas de espinafre

Modo preparo:
Deixe a canjiquinha de molho em água por no mínimo 1/2 hora. Após esse tempo escorra a água. 
Refogue o alho e a cebola em azeite, acrescente a canjiquinha, sal e pimenta a gosto, coloque água quente 2 dedos acima do nível e cozinhe a canjiquinha até ficar macia
Assim que ela ficar macia coloque o tomate e as folhas de espinafre rasgadas, confira o tempero e se necessário acrescente um pouco mais de água quente, mas deixe a canjiquinha cremosa.

Quiabo

Pegue 200g de quiabo lave e seque muito bem  cada um deles, corte as pontas e depois em rodelinhas.
Numa frigideira aqueça um fio de azeite e refogue o quiabo sem mexer muito, só sacuda a frigideira virando-os até sentir que estão macios, salpique sal e pronto.

Sirva pedaços de costelinha com uma porção de quiabo e canjiquinha.

Bom Apetite!!!

Pinhão à Provençal


No Brasil, o termo pinhão geralmente designa as sementes da Araucaria angustifolia, árvore de destacada importância cultural, econômica e ambiental na região sul e em algumas partes do sudeste do Brasil.

No caso das araucárias, e notadamente da Araucaria angustifolia - também conhecida como pinheiro-do-paraná ou pinheiro brasileiro – a pinha atinge proporções razoáveis, constituindo-se de uma esfera compacta com diâmetro entre 15 e 20 centímetros.

Por seu gosto característico, o pinhão é muito apreciado no sul do Brasil (no Paraná, que possuí reconhecidamente a maior área dearaucárias do país, o pinhão é símbolo estadual, sendo o estado sulista conhecido com a ”Terra do Pinhão”) e também em alguns estados da região sudeste, como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde ocorrem alguns focos de araucária.

Em Santa Catarina o pinhão é talvez a comida mais típica do estado, sendo consumido assado ou cozido, destacando-se alguns pratos, como a paçoca de pinhão e o entrevero. No Paraná, cujo pinhão é símbolo do estado, são feitos os doces de pinhão, frango ensopado com pinhão, sopa de pinhão, cordeiro ao molho de pinhão e outras iguarias paranaenses. 

O pinhão é também apreciado como aperitivo e em várias sobremesas. Existem até mesmo diversas “festas do pinhão”, que são festivais culinários que se realizam em uma boa parcela das cidades do interior do estado, onde há grande ocorrência de araucárias.”

Já que a colheita do pinhão foi liberada no último dia 15, vamos aproveitar e aprender receitinhas diferentes para consumi-lo.

A receita que trago hoje serve de petisco e também para acompanhar um prato de carne, pois fica muito saborosa. Então, aguardem... do jeito que adoro pinhão muitas outras receitas virão!!!


Para quem não conhece, o instrumento acima é um descascador de pinhão, 
adquirido em Santo Antonio do Pinhal-SP


Vamos à receita:

Ingredientes:

- 1kg de pinhão cozido e descascado
- 1 cebola cortada em pétalas
- pimentão verde em tiras a gosto
- manjericão fresco
- sal, pimenta e ervas de Provance (tomilho, estragão, alecrim, manjerona)

Modo de preparo:

Em uma frigideira grande coloque um pouco de azeite de oliva e refogue a cebola, as tiras de pimentão verde e acrescente os pinhões.

Tempere com sal, pimenta do reino e um pouco de manjericão fresco, finalizando com as ervas.

Sirva com pão, torradinhas, ou acompanhe uma refeição à base de carne.

Bom Apetite!!!


Fonte de Pesquisa:
http://cozinhaadois.com.br/2013/06/18/pinhao-a-provencal/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pinh%C3%A3o

Colomba Pascal Tradicional e de Chocolate


Foram as primeiras Colombas que fiz. Confesso que sempre tive vontade de fazer, mas acabava postergando e quando percebia a Páscoa já tinha passado.

Dessa vez quase acontece o mesmo, não fosse a vontade de fazer uma Colomba de Chocolate para presentear.

Para testar a receita resolvi fazer primeiro uma Colomba Tradicional com frutas cristalizadas, só depois preparei outra com gotas de chocolate.


A receita é muito boa, a massa fica muito macia e com um aroma espetacular. Quem ainda não fez a sua recomendo que faça, pois é muito simples... apesar da lista de ingredientes e do modo de preparo serem extensos.

Vamos à receita:

Como fazer a esponja de fermento:

Ingredientes:
- 77g de farinha de trigo especial
- 11,5g de fermento biológico fresco
- 1 gema de ovo
- 38ml de água

Modo de preparo:
Coloque na batedeira o fermento, as gemas e a água. Misture em velocidade baixa e deixe fermentar por 10 minutos. Adicione a farinha de trigo e volte a bater em velocidade baixa até obter uma massa lisa e enxuta. Deixe descansar por 40 minutos, coberta com plástico.

Como fazer a massa da Colomba:

Ingredientes:
- 116g de farinha de trigo especial
- 48g de manteiga (ou margarina)
- 46g de açúcar
- 1 gema de ovo
- 2,3g de sal
- Raspas de limão e laranja (a gosto)
- Essência de baunilha (a gosto)
- Baunilha em pó (a gosto)
- 15ml de água
- 76g de frutas cristalizadas
- 58g de uva-passa

Modo de preparo:
Adicione todos os ingredientes da massa à esponja, menos as frutas cristalizadas e as uvas-passas. Bata em velocidade baixa até obter uma massa lisa e enxuta. Deixe descansar por 15 minutos, coberta com plástico.
Acrescente as frutas cristalizadas e as uvas-passas e misture levemente. Coloque na mesa, cubra com plástico e deixe descansar por 10 minutos.
Modele a massa em 3 partes e coloque em formas apropriadas para colomba pascal. Deixe fermentar em temperatura de cerca de 32ºC, por aproximadamente 2 horas.
Com o auxílio de uma espátula aplique a cobertura na superfície e acrescente amêndoas, castanhas ou nozes. Leve ao forno e asse a uma temperatura de 170ºC por cerca de 30 minutos.

Como fazer a cobertura de nozes para a Colomba:

Ingredientes:
- 19g de açúcar
- 19g de glaçúcar
- 19g de farinha de trigo
- 2g de nozes moídas
- 11g de claras de ovos
- Essência de nozes (a gosto)

Modo de preparo:
Misture o açúcar, o glaçúcar, a farinha, as nozes e a essência. Acrescente as claras aos poucos e misture bem. Aplique sobre a colomba já crescida.


*Na Colomba de Chocolate, ao invés de colocar as frutas cristalizadas utilizei 100g de gotas de chocolate.

Cobertura de chocolate:

- 150g de chocolate ao leite derretido no microondas
- amêndoas laminadas levemente torradas e 1 cereja


Bom Apetite!!!

Feliz Páscoa a todos!!!


Fonte de Pesquisa:
Chef Luiz Farias - Livro Padaria Brasil, da LMA Editora

Cuscuz com Sardinha e Palmito


Cuscuz é um dos pratos que não podem faltar nesses dias de Páscoa.

De todas as receitas de cuscuz que já publiquei aqui no blog (Cuscuz PaulistaCuscuz Paulista de PalmitoCuscuz à Minha ModaCuscuz com Sardinha PicanteCuscuz de Bacalhau e Cuscuz Viva São Pedro), a única diferença para esse é o acréscimo do palmito que, juntamente com a sardinha, enriqueceu ainda mais a iguaria.

Vale a pena experimentar, costumo dizer que é impossível comer só uma fatia dele, concordam comigo?!

Vamos à receita:

Ingredientes:
- 2 colheres (sopa) de óleo
- 1 cebola picadinha
- 2 dentes de alho
- 3 colheres (sopa) de pimentão de várias cores picadinhos
- 1 tomate sem sementes picado
- 1 cubinho de caldo de legumes
- 750 ml de água fervente
- 250g de farinha de milho bem amarelinha
- pimenta Tabasco a gosto
- sal
- cheiro verde a gosto
- 1 lata de sardinha
- ½ vidro de palmito picado (reserve algumas rodelas para enfeitar)
- azeitonas picadinhas a gosto
- ovo cozidos (picados e em rodelas)

Numa panela esquente o óleo e refogue nele o alho e a cebola, acrescente os pimentões e deixe refogar até amolecer.

Acrescente os tomates ao refogado e a água, que deve estar fervente com o caldo dissolvido nela.

Acerte o sal e coloque a pimenta tabasco, quando ferver novamente vá acrescentando a farinha de milho aos poucos, sempre mexendo, para não empelotar.

Acrescente o palmito picado, a azeitona, o ovo cozido picado e cheiro verde a gosto, mexa para incorporar, desligue o fogo e enforme a seu gosto.

Pode ser em forma de buraco no meio, em assadeira retangular ou até mesmo em potinhos individuais.

Depois de frio, desenforme e sirva.

Bom Apetite!!!
Follow Me on Pinterest Web Analytics