Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogagem Coletiva Fases da Vida “Maturidade” - Bolo Suísso de Morangos

Bom dia amigas(os),

Quem acompanha o blog desde o ínicio sabe que não sou de muita conversa, principalmente quando o assunto é pessoal, pois tenho dificuldade de me expressar e por vezes acabo me prolongando demais naquilo que realmente desejo dizer.
Por esse motivo, hoje ao fazer um apanhado geral das fases de minha vida, escolhi essa apresentação que de tão completa e verdadeira irá mexer literalmente com as lembranças e constatações de muita gente, assim como mexeu comigo (para visualizar, espere carregar e clique em ações-reproduzir).
Espero que gostem, e desde já aviso que é um pouquinho extensa, mas vale cada frase ou foto.
Aproveito para agradecer meu Tio Edson, que foi quem me enviou a apresentação em forma de vídeo (infelizmente não consegui colocá-la por inteiro - faltou a música) com esse lindo texto da Martha Medeiros (tinha que ser dela, não é mesmo?!) ao final, que ilustra muito bem essa fase da vida...:

“Às vezes lembro do tempo de escola, de quando preocupações ou grandes problemas seriam no máximo tirar uma nota baixa na prova, ou então chegar atrasado e encontrar os portões fechados.

Lembro do clima harmônico e do falatório na sala de aula, do engraçadinho da turma, das aulas de português, de matemática em que eu me saía muito bem, do jeito esquisito do professor de geografia, e da tão esperada aula de educação física.

Na verdade o dia mais esperado da semana, não porque iríamos nos exercitar com algum daqueles alongamentos chatos, mas pelo fato de que iríamos poder correr, pular e brincar de pique - pega, sem que os gritos severos do inspetor soassem como ameaça para acabar nossa diversão.

Lembro de como era gostoso quando batia o sinal do recreio e saíamos correndo das salas, direto para o pátio comer um lanche, comprado na cantina ou trazido de casa embrulhado no papel laminado e numa garrafinha térmica com suco.

Quando chegava a hora de ir pra casa e batia o sinal, tínhamos uma certeza tão gostosa de que alguém lá fora estaria esperando pela gente. Parecia tudo tão perfeito...

Anos depois, é... estamos nós aqui, adultos, cheios de incertezas, sem saber quem realmente somos. Nossos problemas e preocupações são bem maiores, nossas escolhas são decisivas, temos de nos virar sozinhos... e o pior e tudo... É que ninguém mais espera por nós.

Tem hora que me encontro absorta e me pergunto aonde estão meus amiguinhos de escola... como estão... que rumo tomaram suas vidas. Encontro com uns que casaram e formaram uma família, fico sabendo de outros que estão viajando o mundo, e algumas que realizaram um sonho de menina.

Eu ainda quero aprender muita coisa nessa vida, conhecer muita gente, amar muito mais, chorar muito mais!!!

Nesse exato momento não faço idéia de quem eu sou, o que eu sei é que daqui a um tempo, um bom tempo, vou lembrar dos dias de hoje e ter a certeza de quem fui... Assim como no tempo de escola!”

( Martha Medeiros )


Agradeço novamente às amigas Gina, Rute e Rosélia pela oportunidade que nos deram de participar dessa blogagem, relembrando cada uma das fases de nossas vidas.
Como das outras vezes, farei o possível para ver as publicações das amigas(os) e agradeço desde já cada visita que receber.
Deixo a seguir a receita desse bolo maravilhoso que aprendi com a amiga Renata, acho que ele cai muito bem no contexto da maturidade, principalmente se for servido com um gostoso cházinho, tenho certeza de que irão concordar comigo!

Um grande abraço a todos!!!


Bolo Suísso de Morangos




Ingredientes:

- 2 ovos
- 1/2 xícara (chá) de manteiga sem sal
- 1/2 xícaras (chá) de açúcar
- 1 pitada de sal
- 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo
- casca ralada de 1 limão – somente a parte bem verde
- morangos partidos ao meio
- açúcar de confeiteiro para polvilhar o bolo


Modo de fazer:

Unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo uma forma ou refratário de 20 cm de diâmetro. Reserve.
Peneire a farinha e o açúcar “separadamente” e reserve também.
Na batedeira bata um pouco a manteiga e o açúcar, junte os ovos e continue batendo até formar um creme fofo e esbranquiçado – Bata bastante – Retire da batedeira e acrescente as raspas de casca de limão e a farinha peneirada . Volte à batedeira e dessa vez bata somente para misturar – A massa é bem firme.
Passe a massa para a forma já preparada e alise a massa com uma colher disponha por cima da massa os morangos, mas procure não colocar muitas fatias no centro do bolo para a massa não ficar crua e úmida.
Leve para assar em forno pré aquecido (180°) e asse até dourar, teste inserindo um palito na massa que deverá sair seco.
Antes de servir polvilhe açúcar de confeiteiro.

Bom Apetite!!!

23 comentários:

Felismina postou o comentário número:

Um bolo que me parece delicioso...
Gostei de ver a história das fases da sua vida, beijinhos.

Orvalho do Céu postou o comentário número:

Olá, querida
No dia de hoje, espero encontrá-la assim:

"Aquecida em ternos orvalhos de fina luz". (Mari Bózoli)

Em primeiro lugar, devo lhe dizer que copiei a receita e vou por-me a fazer nesse fim de semana... ótima pedida!!! Obrigada pela partilha.
Sua vida teve boas lembranças, que bom!!!
gostei da frase que diz que almeja amar mais e chorar mais.... Eu também!!! Lindo isso!!!

E, quando retornar, no próximo mês, esteja perfumada:

" Flores orvalhadas nas manhãs,
banhadas pelo sereno do entardecer,
carregadas de fragrâncias exóticas ou não,pálidas como a neve ou rubras de emoção". (Meliss)

Bjs de paz e boas férias de meio de ano com tudo o que vc se sentir com direito... também estarei de férias até o início do mês com post programado alguns...

Marly postou o comentário número:

Oi, Rach,

Lindo o texto escolhido, ele realmente diz muito de todas nós, rsrs. E a receita é perfeita, sei porque já fiz bolinhos assim.

Beijoca e bom fim de semana!

Gina postou o comentário número:

Rachel,
Vi o vídeo e fiquei me sentindo Matusalém...rs!
Menina, adorava história geral. Gostei de ver os livros que usei. "The book is on the table" é citado até hoje...
Treinei datilografia numa Olivetti para prestar concurso...rs!
Mesmo dizendo que tem dificuldade de se expressar, você está junto conosco, partilhando ao seu modo um pouco da sua vida.
Cheguei aqui somente agora, porque a saúde me ficou meio abalada desde ontem. Será a fase...rs?
Bjs.

Socorro Melo postou o comentário número:

Olá, Rachel! Boa tarde!

O bolo está com cara de delicioso, e acompanhado de um chazinho... hummmmm!
Muito bonita a mensagemda Martha Medeiros. E quem de nós não tem esses mesmos pensamentos? Quem de nós não lembra com carinho e saudade dos tempos idos? Quem de nós não se pergunta: quem sou eu?
Mas, a maturidade vai nos ensinando muito, inclusive, e principalmente, quem somos nós, de fato, não é verdade?

Um grande abraço
Socorro Melo

Cucchiaio pieno postou o comentário número:

Caríssima
Muitas vezes nem é preciso falar muito de si para havermos uma ideia da pessoa.
A ideia que sempre tive de ti é de uma pessoa caprichosa (vejo isso nos teus pratos), carinhosa (vejo isso nos conteúdos dos teus comentários), participativa (pois sempre participa dos eventos dos blogs amigos)!

Adorava aquelas canetinhas Sylvapen!

Hummm, esse bolo é mesmo muito especial!
Um abraço e tenha um lindo fim de semana
Léia

Joyce postou o comentário número:

Oi Rachel, gostei muito do texto lindo, a apresentação também...a receita fechou com chave de ouro e digo...realmente as preocupações não passam nem perto das de hoje.

Maravilhoso o post parabéns.

Beijos tenha um maravilhosa sexta e um abençoado final de semana.

Joyce
Cozinha e Mulher Moderna

Maria do Tacho postou o comentário número:

Rachel querida, que asprcto tão bom! Aliáz, tudo que vc faz tem sempre muito bom apsecto.Parabéns!
Bjs
Maria

AnaCristina postou o comentário número:

nooooooooossa.........isso deve ser bom, ein???? parabens pela postagem! depois faz uma visitinha na minha participação e na participação da mamãe:
meu blog:
http://anacristinap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

blog da minha mãe:
http://mariazinhap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

bjo bjo
anacristina

angela postou o comentário número:

vivi tudo isto..perfeito texto.
o bolo é maravilhoso. bjs amiga

Maria Luiza postou o comentário número:

Que elegância nos ofercer dois presentes, aliás três com vc. Marta Medeiros, com aquele maravilhoso bolo, me deixando com água na boca! Amei tudo!
Obrigada de coração!
Que o seu final de semana seja coroado de ricas bênçãos! Bjbjbj!!!

RUTE postou o comentário número:

Queridissima Rachel,
olha eu aqui!
Que é isso de hoje estar assim assim?
Olhe, logo para abrir me envie seu email pois preciso lhe falar (meu email, irstubal@hotmail.com).

Gostei muito da apresentação. Especialmente da máquina de escrever. Ainda guardo a minha, onde dactilografava meus trabalhos de escola. Hoje teclo no computador. Bem mais fácil.

Mas confesso que não me sinto saudosa dessa época que até foi maravilhosa mas... vivo tão intensamente meu hoje que não trocava uma fase pela outra. É divinal usufruirmos da experiência, maturidade, edificação de vida, de personalidade. Nesse tempo de escola sentia-me incompleta, um pouco perdida, insegura. Atualmente sinto-me a atingir uma bela integridade, completude prazerosa.

Sabe...aprendi a gostar da solidão.
Já a temi, já me assustei cada vez que me deixaram sozinha...
Mas, felizmente, atingi um patamar que amo a solidão. E com a internet é bem mais fácil nunca se estar verdadeiramente só.
Eu estou aqui com você hein.
Abraço além-mar de carinho.
Rute

Calu postou o comentário número:

Pelas palavras da Martha, vemo-nos refletidas.Creio que cada fase da vida trará erros e acertos, mas tbém certezas de que aprendemos muito e seguimos melhorando a cada nova etapa.
E,para coroar um bate-papo tão bom, vc ainda nos presenteia com uma delícia fantástica.Hum!!!
Passar por aqui sempre deixa água na boca.
Bjkas,
Calu

Anônimo postou o comentário número:

Oi Raquel !!! Obrigado pela referência. Sabe que até hoje tenho na memória o cheiro dos primeiros lapis de cores. Era uma caixinha com 6
lapis. E como cheiravam. Ser saudosista não é fácil !!! - Edson Mello

Clau postou o comentário número:

Oi Raquel,que legal, sabe que as vezes é bom relembrar tudo que se viveu e a receita não deixa a desejar.Bom domingo amiga!

Esplendor da Criação postou o comentário número:

Obrigada pela visita. gostei muito de sua participação, escolheste um texto ótimo de Martha Medeiros e este bolo hummmm, dá água na boca. Uma ótima semana pra vc. Bjs.

Adri postou o comentário número:

Lindo texto Rachel, o bolo acompanhou lindamente :-) Beijos!

Bel Rech postou o comentário número:

Rachel..que lindo seu texto!!!E uma delicia de bolo e hoje respondendo, está uma chivinha lá fora, friozinho, me deu uma vontade de comer um bolinho assim...
Paz e bem

Mariazinha postou o comentário número:

obrigada pela visita, não tem que se desculpar, pois eu tambem ainda nao deu para visitar todos~...gostei do seu texto...bjs

Josy postou o comentário número:

Rachel querida que saudades das cozinhas amigas, graças a Deus está tudo bem com minha filha agora estou mais calma, vou começar pela sua blogagem coletiva. Adorei a apresentação, nossa muita coisa la me deu saudades, o desenhocop, o uniforme, a maquinha de datilografia, quem não teve uma né? Muitas saudades, lindo post amiga, adorei e o bolo suisso ficou lindissimo... beijinhos

Follow Me on Pinterest Web Analytics