Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogagem Coletiva Fases da Vida "Juventude"

"A juventude é chamada de 'a flor da idade', porque é bela, forte, pujante, cheia de vida e desafios. Mas, muitos jovens estão sofrendo em nossos dias, porque não sabem o sentido da vida e porque não lhes foi mostrada a sua beleza conforme a vontade de Deus.

Muitos ainda não sabem o valor que têm, por isso desprezam sua própria existência e a dos outros. Perdidos no tempo e no espaço, debatem-se, muitas vezes, no tenebroso mundo do crime, das drogas, da violência, do sexo sem compromisso e de outras mazelas."

"Havia, na Índia, um sábio que desvendava os mistérios da vida das pessoas; ele era assiduamente procurado. Certa vez, um jovem desconfiado e ousado, quis testar a sabedoria do velho sábio. Pegou um passarinho vivo, escondeu-o atrás do corpo e se apresentou diante do homem de cabelos e barbas já brancos.

- O senhor é sábio mesmo?

- Dizem que eu sou.

- Então, responda-me: o que eu tenho em minhas mãos?

- Deve ser um pássaro; jovens como você gostam muito de caçar os pássaros.

- É verdade, o senhor acertou! Parece que é sábio mesmo. Mas me diga, o pássaro está vivo ou está morto?

O sábio agora estava numa situação difícil; se ele dissesse que o passarinho estava morto, o jovem o soltaria a voar; se dissesse que estava vivo, o jovem o mataria em suas mãos sem que o sábio o notasse. Uma cilada de mestre!

- Então, senhor sábio, o passarinho está vivo ou está morto? Responda-me. O senhor não é sábio?

O velho abaixou a cabeça e pensou um pouco.

Depois respondeu ao jovem:

- Depende de você!

Pensativo e cabisbaixo o jovem foi se afastando e, ao longe, olhando para o velho, soltou o passarinho e começou a chorar.

Você jovem tem um passarinho dentro de você. Matá-lo ou deixá-lo viver depende exclusivamente de você, pois você recebeu o dom mais precioso deste mundo: a liberdade.
Este pássaro de ouro, que é sua vida, criada à imagem e semelhança de Deus, está em suas mãos.
Eu lhe pergunto: o que você vai fazer dela? Depende de você!
A vida é sua e de mais ninguém.
É o único dom que de fato é inteiramente seu. O resto é seu, mas está fora de você.
Não culpe ninguém pela vida que você está levando."

Professor Felipe Aquino
www.cleofas.com.br

Com esse brilhante texto participo de mais uma etapa da Blogagem Coletiva Fases da Vida, proposta pelas amigas Gina, Rute e Rosélia.
E para completar vou incluir uma receita que a meu ver tem algo que se relaciona com o tema, já que traz uma gostosa lembrança de uma fase da minha juventude.


Sopa Creme de Cará



Dentro do contexto de hoje, vou contar para vocês a estória dessa sopa...

Essa sopinha tem para mim um sabor muito especial, pois me traz lembranças de uma parte da família que há muito tempo não tinha notícias.
Essa sopinha era preparada por uma querida tia de meu pai e ainda hoje guardo na lembrança o sabor daquela sopa.
Ela morava no interior e toda vez que íamos visitá-la nas férias era quase certo que em umas das noites essa sopinha seria preparada.
Não sei se a minha chegou aos pés da sopinha da tia Eulina, mas pelo menos posso me deixar levar nas lembranças.
Ahhhhhh... eu disse que há muito tempo não tinha notícias, não é mesmo?! Pois então, finalmente isso ficou no passado. Estamos muito felizes com as últimas notícias recebidas, em saber que estão todos bem e a tia Eulina... está firme e forte com seus 91 anos, não é uma benção?!
Mas, vamos à receitinha de hoje, antes que as emoções me impeçam de continuar...

Ingredientes:

- 1/2 kg de cará descascado e cortado em pedaços
- 3 colheres (sopa) de óleo
- 1 cebola picada
- 1 dente de alho amassado
- 4 tomates
- 1 e ½ litro de caldo de carne

Modo de preparo

Em uma panela média aqueça o óleo e refogue o cará por 5 minutos. Acrescente a cebola e o alho e refogue por mais 3 minutos. Adicione o caldo de carne quente, mexa e cozinhe em fogo baixo até o cará ficar macio. Retire da panela os pedaços de cará com uma escumadeira e passe-os pelo espremedor. Devolva esse purê de cará à panela e adicione os tomates picados sem pele. Misture bem e cozinhe por mais 5 minutos no fogo baixo. Desligue o fogo, deixe descansar por 3 minutos e sirva polvilhado com salsinha.

Bom Apetite!!!

27 comentários:

orvalho do ceu postou o comentário número:

Olá, querida
O professor Felipe Aquino sempre nos acrescenta algo de inusitado e nos brinda com tanta sabedoria que recebeu do Alto...
É mesmo como um pássaro que voa alto a juventude que se vai...
Muitas vezes tomamos rumos distantes e distoantes... outras vezes... encontramos o retorno certo...
Quem nos dera nunca perdermos essas asas juvenis para podermos alçar novos voos quando forem necessários e nos tornarmos sempre jovens!!!

"O verde só vinga com o Orvalho de Hermon, nas Montanhas do Sião".

Que o seu dia a dia seja amortecido pela força da juventude que habita em vc!!!
Bjs juvenis e de paz

garlutti postou o comentário número:

HOLAAAA...la juventud es la fuerza , la impaciencia , la competicion ...pero irremediablemente llega la calma con el paso de los añosy la serenidad . Esta cremita se ve estupenda ...besos MARIMI

Adri postou o comentário número:

Oi, Rachel! Lindo texto, e essa sopa deve ficar ainda mais deliciosa tão cheia de recordações :-)
Beijos!

Gina postou o comentário número:

Muitas de nossas lembranças estão ligadas aos sabores. É sempre um resgate gostoso fazer um prato que nos lembra alguém.
Gostei particularmente dessa frase: Nunca culpe ninguém pela vida que você está levando.
Beijos e obrigada, mais uma vez, por estar conosco nessa caminhada de vida.

AnaCristina postou o comentário número:

hum, adoro sopa, mas nao sei o que é cará, vou perguntar pro tio google! Um resfriadinho chato me tirou do trabalho hoje a tarde, entao vou aproveitar para visitar e comentar as coletivas! Depois da uma passadinha la na minha participacao! Bjo

Maria Luiza postou o comentário número:

Sabe que eu nunca comprei cará? So o conheço pq minha avó fazia, mas eu acho que ele não tem gosto. Quanto ao post eu amei e eu já conhecia essa história mas eram meninas e uma delas tinha borboleta viva nas mãos. amo Felipe Aquino Beijão!

Josy postou o comentário número:

Que lindo Rachel! Que bom seria se todos os jovens pudessem ler esse texto e levassem à risca as palavras do sábio, infelizmente não é assim, mas nós mães, e avós continuamos fazendo nossa parte né. Que delicia de sopinha amiga, sopa de cará era uma das varias sopinhas que mamãe fazia, ela dizia que essa era a sopa levanta ânimo kkkk. Felicidades, e muita sáude para sua querida tia, que Deus a conserve firme e forte. bjokas

Gildene Artes postou o comentário número:

OI.
Sabias palavras amiga.
Amei seu blog. e ja estou seguindo.
Bjs.

Irene Moreira postou o comentário número:

Rachel
Um texto que nos deixa sem palavras.Cada um é livre para decidir sobre sua vida. Depende unicamente de nós para sermos felizes.

Estou muito feliz de estar aqui e poder compartilhar esta co0letiva de mais uma fase de nossas vidas.

Beijos no seu coração

Santa Gastronomia postou o comentário número:

Muito bom esse texto, Rachel!
E a sopa de cará..huuummm...me deu uma vontadinha!!!!

Bjinhus..

pensandoemfamilia postou o comentário número:

Oi Raquel obrigada pela visita e receita e parabéns por sua participação.
bjs

Fla postou o comentário número:

Muito bom o texto, e benzadeus, 91 anos que benção mesmo!!!
Adoro comidinha com cara de "família"... =)
Beijos

Bel Rech postou o comentário número:

É certo que os jovens hoje estão perdidos, sem amor, falta-lhes atenção...
Paz e bem

Fabiana postou o comentário número:

Rachel,
Lindo texto!
E a história e a sopinha de família também.
Também tenho muitos parentes que perdi o contato, mais com a ida ao Japão, e graças a internet, tenho encontrado todos.

beijos

Vicentina postou o comentário número:

Gostei muito do texto.
E gostei tbm da sopa da tia Eulina, que ela tenha muitos anos de vida pela frente e com saude.
Bjs

Regina Fernandes postou o comentário número:

Minha amiga que belo texto!
Saber noticias de familiares que não vemos a muito tempo aquece o coração,não é mesmo?
Essa sopinha está me deixando com água na boca!!!
Tem sorteio lá no blog,viu?
Bjinho

Bruna do Gourmandisme postou o comentário número:

Que diferente essa sopa, amei! Já estou seguindo o blog e voltarei sempre por aqui! Surpresa boa! Beijos

Cláudia M. postou o comentário número:

Rachel, adorei ler a história, é uma bela lição. Quando o rapaz perguntou se o pássaro estava vivo ou morto, eu fiquei surpreendida com o pensamento do sábio. Eu nunca imaginaria que o rapaz poderia matar o passáro só para provar que o sábio estava errado (não sou sábia mesmo!).
Quanto à sua sopa, mais uma vez vc me faz ir pesquisar, não sei o que é cará. Mas gostei de história da sua tia.
Bjs

AnaCristina postou o comentário número:

oi rachel o blog da tiamarialice é http://artesdavotita.blogspot.com/
da uma espiada la, vc vai gostar, bjo

RUTE postou o comentário número:

Amei a parábola!
De mestre, esta sua participação!
Pena que só damos valor à juventude quando já estamos fora dela!
Quando jovens andamos meio perdidos, numa busca desnorteada...e muitos se perdem pelo caminho...
Beijinhos querida,
Rute

soninha postou o comentário número:

Amei o texto, e acho uma pena alguns jovens não contarem com uma estrura familiar saudável que lhes dê condições para que eles mantenham viva esta ave em suas mãos.Família pesa, e muito!bjs e paz.

Denise postou o comentário número:

Q lindo texto! A liberdade é uma preciosidade para os jovens. Pena q eles estão buscando-a no lugar errado, isto é, no mundo dos vícios. E desta forma perdem a change de crescerem. Com a juventude vem a responsabilidade e os problemas. É importante termos uma base sólida para assumir essa etapa. Muita paz!

Zilda Santiago postou o comentário número:

Belo texto Rachel!!!!Bjs no coração.Minha participação está em Rumos Libertadores...

Lina postou o comentário número:

Olá, Rachel, só hoje deu para ver a tua participação e que bom que vim...a história que publicaste é muito bonita e ensina-nos muito, realmente a vida depende apenas das nossas escolhas...e a sopa, maravilhosa, e sopa com história ainda melhor!
Beijinhos

Anônimo postou o comentário número:

Muito obrigado pela receita da sopa de cará e principalmente pela referência que fez ... (palavras do Tio Edson).

Follow Me on Pinterest Web Analytics