Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Baião de Dois



O termo baião, que deu origem ao nome do prato, designa uma dança típica do nordeste, por sua vez derivada de uma forma de lundu, chamada "baiano". 1- A origem do termo ganhou popularidade com a música Baião de Dois, parceria do compositor cearense Humberto Teixeira com o "Rei do Baião", o pernambucano Luís Gonzaga, na metade do século XX. 2- O baião, por ser uma mistura de dois elementos da culinária brasileira apreciados e de fácil acesso, o arroz e o feijão, é muito comum em áreas rurais do Nordeste."

Adoro preparar receitas como essa, completa e bem sortida de ingredientes, o que acaba transformando um único prato em uma refeição que dispensa acompanhamentos.
Vamos à receita:
Ingredientes:
- 2 xícaras de feijão de corda cozido (reservar a água)
- 1 xícara de arroz cozido na água do feijão
- 1/2 cebola picada
- 1 linguiça calabresa cortada em cubos
- 100g de bacon cortado em cubos
- 1 paio cortado em cubos
- 2 dentes de alho picados
- 300g de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
- 2 colheres (sopa) de coentro picado
- 2 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
- 1 xícara (chá) de queijo de coalho em cubos
- Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

Prepare o feijão de corda do seu jeitinho. Com louro, linguiça, bacon. Quando estiver pronto, separe o caldo do feijão para cozinhar o arroz. Reserve o feijão e o arroz.

Aqueça uma frigideira grande, coloque azeite, um pouco de manteiga de garrafa e frite a cebola. Reserve. 

Corte a linguiça calabresa em rodelas não muito grossas e coloque na panela para dar uma dourada. Corte alguns cubos de bacon com gordura e misture à linguiça. Também acrescente o paio cortado em pedaços pequenos à mistura. Corte dois dentes de alho e deixe dourar por um tempo. 

Em seguida, junte todos os ingredientes que passaram pela frigideira e adicione o feijão de corda e o arroz. Misture.

A carne seca tem que ser dessalgada com pelo menos 12 horas de antecedência. Molhe os ingredientes com um pouco do caldo do feijão que sobrou, a manteiga de garrafa e um pouco de pimenta-do-reino.

Corte cubos do queijo coalho e leve à panela. Adicione por último o coentro picado para dar uma cor ao prato.

Misture e sirva o baião de dois quentinho.

Bom Apetite!!!


Fontes de pesquisa:

6 comentários:

Andrea Bitencourt postou o comentário número:

Olá Rachel! Muito interessante você contar um pouco sobre a história desse prato, adorei saber!! Esta é a especialidade do meu marido por aqui! rs Beijos!!! =)

Marly postou o comentário número:

Oi, Rach,

Este post resultou delicioso porque juntou o prato 'baião' com a lembrança do rei do baião, o querido Gonzagão (até rimou, rsrs).
O seu baião ficou rico e com um aspecto super convidativo, a adição do queijo deu um tchan a mais.

Beijo

Santa Gastronomia postou o comentário número:

Rachel:
sempre fui muito curiosa em comer este prato e certa vez o experimentei em um restaurante na feira nordestina aqui do Rio. Não gostei! Achei muito fraco só arroz e feijão! Então nem quis prepará-lo! Mas vendo a sua receita, voltou a vontade de comer este famoso prato!
Tô levando a receita e quando achar o feijão de corda, vou seguir ao pé da letra suas informações, pois o seu tá muito apetitoso!!!

Bjinhus..

D Augusto postou o comentário número:

Só no Brasil a gente pode comer um prato tão maravilhoso, colorido e delicioso como este né? Comi poucas vezes feijão de corda mas é por pura falta de oportunidade que nao como mais. ADORO feijão de todo jeito.
Toda vez que entro aqui saio com vontade de comer a receita, não aguento e acabo por fazer kkkkkk Aquele macarrão delicia que o diga ^^

Um beijo Rachel

Follow Me on Pinterest Web Analytics